publicacao

O que o plano de saúde Unimed cobre?

O plano de saúde Unimed cobre consultas, exames e cirurgias. Mas os vários tipos de procedimentos médicos não são oferecidos a todos os consumidores. Saiba no texto o porquê!

Uma dúvida bastante comum é o que o plano de saúde Unimed cobre. Isso porque, existem diferentes opções de planos e segmentações, cada um com coberturas variadas.

A Unimed atua de forma descentralizada, e em cada região do País também é possível encontrar um plano diferente e com valores correspondentes às suas coberturas.

Tudo para que os usuários de cada área recebam a assistência adequada à sua realidade.

Em todo o caso, é importante destacar que existem coberturas que são obrigatórias a qualquer operadora. Outras ficam a cargo de quem está vendendo o serviço, sendo opcionais.

Mas, afinal, o que o plano de saúde Unimed cobre?

Quem cria as regras para as operadoras de plano de saúde é a Agência Nacional de saúde Suplementar (ANS).

É ela que determina também quais são as coberturas mínimas que deverão ser oferecidas ao consumidor.

As coberturas mínimas e obrigatórias de um plano aparecem no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde.

Elas podem sofrer alterações sempre que a agência entender que é necessário, atualizando a lista com novas técnicas.

É por isso, aliás, que o número de procedimentos cobertos pelos planos só vem aumentando ao longo dos anos.

Outro ponto de atenção sobre a cobertura do plano é a segmentação assistencial contratada. Cada segmentação possui um Rol “específico” de cobertura mínima.

Por exemplo: quem possui um plano ambulatorial não tem direito a internações hospitalares superiores a 12 horas.

A internação é um serviço listado no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, mas só faz parte do Rol “específico” dos planos hospitalares e de referência.

As segmentações do plano de saúde

Um plano de segmentação Ambulatorial permite também a realização de consultas médicas, exames, tratamentos e outros procedimentos ambulatoriais.

Procedimentos ambulatoriais são os realizados em consultório ou ambulatório, sem a necessidade de internação prolongada.

Já planos hospitalares permitem exames, consultas, tratamentos e internação pelo tempo indicado pelo médico.

Um plano hospitalar pode ou não ter atendimento Obstetrício. Apenas o plano com obstetrícia realiza partos.

No caso do plano Referencial, o consumidor obtém acesso à assistência ambulatorial e hospitalar com obstetrícia.

Quando uma internação é necessária, o beneficiário é acomodado em enfermaria. A enfermaria é um quarto compartilhado, geralmente entre pacientes do mesmo sexo.

Nos planos hospitalares, é possível fazer contrato com acomodação em enfermaria ou em apartamento particular.

Quem deseja cuidar da sua saúde bucal ainda pode contratar um plano de segmentação odontológica. Todas as segmentações podem ser combinadas, para a criação de uma assistência mais completa.

Os procedimentos cobertos normalmente estão relacionados à preservação da saúde. Sendo assim, procedimentos estéticos, como cirurgias plásticas, não costumam ser contemplados pelo plano de saúde.

A menos que o tratamento estético esteja diretamente ligado ao bem-estar do organismo do paciente.

A mamoplastia, por exemplo, é uma cirurgia plástica, mas geralmente faz parte do tratamento em saúde contra o câncer de mama.

Você poderá verificar a cobertura de planos de saúde disponibilizada no site da ANS.

É só selecionar o tipo de atendimento que está procurando e se certificar de que ele faz parte das coberturas obrigatórias.

Todos os procedimentos indicados como parte da segmentação deverão ser cobertos.

Caso a empresa de saúde se negue a oferecer o serviço, o consumidor pode realizar uma reclamação na ANS.

Negativas prolongadas dão ao usuário a possibilidade de exigência do cumprimento por vias jurídicas.

É possível ter mais coberturas do que o determinado pela ANS?

A Unimed pode, sim, optar por disponibilizar coberturas extras a seus beneficiários. Essa, aliás, é uma prática bastante comum, um modo que a empresa encontrou de fidelizar os seus usuários.

Como a Unimed possui diferentes planos, os mais básicos costumam contemplar apenas os procedimentos obrigatórios.

Porém, como existem clientes com diferentes necessidades, a operadora acaba incluindo outras coberturas em outros planos, ampliando o seu atendimento.

De qualquer forma, um plano de saúde Unimed que cobre esses procedimentos adicionais costuma ter custo mais elevado.

Por isso, é fundamental avaliar o que realmente é necessário para sua saúde, e contratar apenas coberturas que façam sentido ao seu caso.

Lembre-se, ainda, que todo plano de saúde possui um período de carência. A carência é o intervalo entre a assinatura do contrato e a data em que é possível começar a utilizar a assistência.

Para a maior parte dos atendimentos, essa espera é de 180 dias. No caso dos partos, a carência é de 300 dias, e por isso é indicado contratar o plano antes mesmo do início da gravidez.

Um bom corretor de planos de saúde pode ajudar. Para saber tudo o que se tem direito no plano, fale com o especialista.

Você também pode verificar no contrato da assistência quais são as coberturas inclusas. Caso precise de outros atendimentos, você ainda poderá negociar e ampliar o que o plano de saúde Unimed cobre.

FONTE: https://www.planodesaude.net/o-que-o-plano-de-saude-unimed-cobre